Arquivo da categoria: Artes Marciais

O que é isso Spider?

Essa semana surgiu uma noticía sobre o Anderson Silva, no site da Tatame, que deixou muitos de nós apreensivos: 

“À imprensa, o lutador revelou que machucou o joelho durante os treinos de trocação, e que será submetido a exames ainda hoje para constatar a gravidade da lesão.  Apesar do susto, o campeão não mancou durante toda a cerimônia, e se mostrou otimista quanto à recuperação.”

Em sua última luta contra Sonnen o atleta tupiniquim nos revelou que havia trincado uma costela nos treinos e por isso a má apresentação, no qual foi apático em grande parte dos 5 rounds pela defesa do cinturão. Não devo aqui questionar a veracidade da afirmação e nem o dopping do norte americano, mas sim levantar uma questão:

Se ele está aparentemente bem, otimista quanto a melhora e não pretende adiar a luta contra Sonnen, porque está dizendo ao adversário, e a mídia, onde se encontra a maior fraqueza?

Anúncios

Anderson “Spider” Silva

Aos entusiastas que acompanham as Mixed Martial Arts (MMA) devem ter ao menos ouvido falar do brasileiro Anderson “Spider” Silva, atual campeão do Ultimate Fighter Championship (UFC) na categoria Middleweight ( até 84 kg ).

Dono de uma incrível marca de 13 vitórias e 8 defesas de cinturão no Ufc, Anderson é um dos atletas mais enigmáticos do evento: atuações espetaculares, provocações, vaias… realmente não sabemos o que pode acontecer quando “Spider” sobe ao ringue.

Após ter tirado o cinturão do queridinho do UFC, Rich Franklin, em outubro de 2006, ficou provado a todos que ainda duvidavam de suas capacidades que Anderson chegou para ficar. Desde então ele foi forçado a se superar a cada luta e em cada vitória incontestável nos perguntávamos: Quem poderia parar o Anderson Silva? Dan Henderson, campeão do Pride? ( finalizado no segundo round ); Forrest Griffin, ex campeão do Light Heavyweight? ( massacrado no 1º round ); Chael Sonnen, lutando a 220%? ( Finalizado no 5º round).

Testado de todas as formas e em todas as situações, Spider se manteve impassível e conquistou a vitória, assim como conquistou muitos fãs e, principalmente, muitos críticos. Todos que querem vê-lo derrotado, e incluo também o chefão do UFC Dana White, fazem pressão para que suba de categoria. A questão é: não tendo ninguém para batê-lo, ninguém para desafiá-lo, seria o certo obrigar “Spider” subir para o Light Heavyweight a fim de torná-lo “vencível”?

Eu acho que não, e resgatando a célebre frase:

O cinturão tá aqui! Quem quiser tomar é só vir aqui, bater o peso e cair dentro.


Especial Artes Marciais: Taekwondo

O taekwondo surgiu com uma técnica de combate e defesa em uma época marcada pelas guerras na Coreia, por volta de 100 a.c. Em sua forma original era chamado de Taekkyon e era praticado pelo exercito de elite do reino de Silla, o Hwarangdo.

“Com o propósito de defender o seu reino, os Hwarangdo dedicavam-se apenas ao estudo e à prática de artes marciais. Graças a este grupo, o reino de Silla, apesar de ser o mais pequeno dos três reinos que dividiam a Coreia de então, ganhou muitas batalhas históricas e lendárias, conseguindo conquistar e unificar pela primeira vez a península como um país.” ( portal são francisco )

Mais tarde com a ascensão de novas dinastias e a sua visão anti militar e posteriormente com a invasão japonesa (1909), o taekwondo foi perdendo força e passou a ser proibido, sendo ensinado apenas secretamente. Com o fim da 2º Guerra mundial e o fim do domínio japonês, o taekwondo voltou a ser praticado.

Tempos depois, o militar Choi Hong Hi, que estava preso em um campo de concentração no Japão, anexou técnicas de luta do Karatê ao taekwondo e, com seus discípulos, fundou a ITF ( International Taekwondo Federation ) com o objetivo de disseminar a arte no ocidente.

Com o intuito de resgate as origens, o presidente da Coreia, Park Chung Hee, convocou uma assembléia para a criação da WTF ( World Taekwondo Federation ), com sede em Seul.

Atualmente as duas federações, ITF e WTF, atuam de forma desunificada, tendo diferentes regras para competições. Contudo planeja-se uma integração para fortalecer o Taekwondo e, principalmente, unificar as duas Coréias.

Princípios do Taekwondo

  • Cortesia
  • Integridade
  • Perseverança
  • Auto Domínio
  • Espírito Indomável

Para finalizar o post, alguns vídeos:

Demonstração da ITF

540º Kick

Especial Taekwondo no Human Weapon

Parte 1/5

Parte 2/5

Parte 3/5

Parte 4/5

Parte 5/5

Referências:

Taekwondo ITF, Portal São Francisco, Taekwondo Brasil


Remedio para doido…

Há muito tempo estou criando coragem para iniciar uma pequena empreitada no mundo dos blogs. Textos escritos e coragem criada. Após um sorteio nada randominco venho lhes contar minha saga…

Depois de muito tempo parado, resolvi voltar para a vida de treinos. Procurei a academia mais próxima, da casa dos meus amigos, claro, e me inscrevi em tudo que deu. Resultado: Kickboxing de segunda a sexta e Taekwondo as terças e quintas. Os 3 primeiros dias de treino foram todos muito bons, tentando buscar a velha forma, a mesma tecnica e talz. Tudo muito legal, tudo muito bom. Estava até estranhando a ausencia de contusões depois de 2 anos parado até que:

Chego para o teino de Kickboxe todo feliz depois de um dia deveras bom, comendo e dormindo. Depois de um aquecimento com corrida e 2 series de 150 abdominais o professor me coloca para treinar com um senhor. Dou uma “sacada” no “tio”: Short de Muai Thai, camisa de MMA… penso logo: lá vem um doido todo empolgado… vai dar merda isso, certeza!!! Logo é passado o primeiro exercicio: Jab, direto, frontal. Tudo bem lá vamos nós: eu na manha e o tiozinho todo cheio de marra… Jab, direto, frontal… Pahhhhhhh!!!! Ele não estava para brincadeira, então bora botar pressão no coroa: Jab, direto, frontal Pahhhh!!! Depois de 1 minuto e meio treinando a sequencia o professor da um tempo e me dirijo calmamente para beber agua, aproveito para comentar com a minha amiga, Samanta, que ainda vai dar merda esse treino, sujeitinho mais sem noção!

Proxima sequencia: Jab, direto, low kick interno, low kick externo. Lá vai ele: jab, direto, Pahhhhh, pahhhh!!! Meu amigo nessa hora o sangue esquentou foi certo, pareceu a luta do Rampage Vs Griffin no Ufc 86, esqueci tudo que mamãe me ensinou e comecei a botar pressão no tiozinho, Pahhh… Pahhh, mais 1 minuto e meio de porrada!

Terceira e ultima sequencia da noite: Direto, Jab e chute circular no rosto. Minha chance de me vingar: sou mais novo, tenho uma abertura melhor e mais tecnica. Tive a impressão que ele olhou para mim e pensou: Fudeu! Ignorei todo meu senso de bondade e imaginei na minha frente meu pior inimigo. Foi tanto chute nesse coroa que até relaxei alguns que pegariam no pescoço dele, mas garanto que ele saiu com uma bela dor no ante braço e na mão! Como diz o ditado: Remédio para doido é doido e meio!