A tão temida FRIEND ZONE


Acho que palavra alguma causa mais temor em um homem sexualmente ativo, e inativo principalmente, que friendzone. Para aqueles que desconhecem o significado, mas devem já devem ter sentido seus efeitos, Friendzone é:

Ter um nível de amizade tão grande com a pessoa com a qual está interessado que qualquer aproximação libidinosa está fora de cogitação.


Este fenômeno, apontam estudos, acontece muito mais com os homens, e é sentido na pele com a celebre frase: Mas nós somos amigos. Frase usada muitas vezes como desculpa esfarrapada para não machucar alguém ao se dar um fora e, neste momento, aceite-a porque a verdade pode ser bem pior.

Existem pessoas que entram instantaneamente na zona de amizade, o que seria um feito invejável caso desejasse ser apenas amigo, mas partindo do pressuposto que não é, tentarei traçar um perfil e discorrer como não cair nesta cilada.

O bobo: Você é o tipo de pessoa mais engraçada da roda de amigos, todos riem do que você fala, de como gesticula ou apenas faz papel de palhaço. Com certeza já ouviu que mulher gosta de homens divertidos, mas se isso é a única coisa que sabe fazer ou a sua principal qualidade, provavelmente não ficará com ninguém.

O sem iniciativa: Você é afim da menina que é afim de você mas nenhum dos dois toma a iniciativa. Ficam esperando o melhor momento, quando ele chega não conseguem aproveitar e fica aquele clima de constrangimento, arrastam essa situação por tanto tempo que um dos dois perde o interesse ou se cansa.

O conselheiro: Tipo de pessoa que está sempre ao lado para escutar sobre aquele menino que ela está apaixonada, sobre o ex namorado cafajeste ou sobre a amiga fura olho. Acaba-se criando um vinculo de confidências no qual não vejo mais possibilidade alguma de rolar algum clima favorável.

O paga pau: Também conhecido como ‘Rei do elogio’, o paga pau evita ao máximo falar qualquer coisa que desagrade seu alvo, vive cobrindo-a de elogios e concordando com as maiores besteiras já ditas por um ser humano. Perde justamente por não ser desafio algum sua conquista, tendo uma chance somente em um momento de baixa estima, sendo tratado como um brinquedinho.

Bom, acho que fui um pouco presunçoso ao dizer que lhes ensinaria como sair dessas situações, mas acredito que devas fazer uma escolha: ou se contenta com a condição de amigo e é feliz assim; ou mude o modo de agir e tente uma abordagem mais favorável.

Anúncios

Sobre ykizbr

Por que sempre perguntam isso? Ver todos os artigos de ykizbr

2 respostas para “A tão temida FRIEND ZONE

Compartilhe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: